Franquia Praquemarido oferece de troca de lâmpadas a reformas em geral


O barato saiu caro para um empresário de Santos. Após contratar os serviços de um autônomo para reformar seu novo apartamento, Robson Tadeu, de 30 anos, amarga quase quatro meses de espera pela conclusão do serviço. Inicialmente, a obra geral no apartamento, onde irá morar com a futura esposa, seria finalizada em julho. Porém, após uma série de problemas, a previsão é de que os trabalhos sejam finalizados somente na segunda quinzena de outubro.

O empresário conta que está com o casamento marcado para o final deste ano. Por isso, contratou um profissional para executar a reforma geral em sua futura moradia.

"Depois de vários orçamentos, optamos por escolher a mão de obra com o melhor preço. E, no final, o barato saiu caro. É o nosso primeiro apartamento e não temos muita experiência ainda. Ele (pedreiro) agiu com muito descaso".

Como o apartamento está vazio, Tadeu conta que entregou as chaves da residência nas mãos do pedreiro, para que ele executasse a obra no período de um mês. Porém, logo no início do serviço, o empresário enfrentou dores de cabeça. "Ele faltou por vários dias e trabalhava somente nos horários dele. Como não temos um contrato, ele também mudou o preço de vários serviços. Alegou que alguns reparos no início não estavam previstos e tivemos que gastar ainda mais", lamenta.

Sem ter para quem recorrer, ele conta que acabou tendo que "colocar a mão na massa" nas últimas semanas. "O serviço deverá ser concluído agora em outubro, mas resolvemos ficar responsáveis pela pintura por causa do descaso deste profissional. Se tivesse pago mais antes, talvez não teria tantos problemas".

Ajuda profissional

Foi em razão desta carência no mercado, que o empresário Alessandro Santos Nishikawara, de 27 anos, decidiu apostar na abertura de uma nova franquia em Santos: a Praquemarido. A unidade é a 48ª inaugurada no País. O serviço, que promete ser ainda uma "mão na roda" para as mulheres, também é voltado para os homens, que podem contar com as facilidades de um atendimento profissional.

"Trabalhei muitos anos neste setor e uma das maiores reclamações do consumidor é o descaso destes profissionais. Há muitos atuando neste ramo, mas poucos são qualificados e oferecem um serviço de garantia", comenta.

Ao lado do pai, José Marcleto, Nishikawara administra a unidade instalada na Vila Mathias. Há menos de uma semana em funcionamento, as operações da nova franquia, que realiza desde a troca de resistência de chuveiros até reformas em geral, estão a todo vapor.

"Já recebemos vários chamados e quase todos eram de mulheres", comenta Nishikawara, lembrando que muitas das atividades são executadas muitas vezes no mesmo dia.

"Muitas ligações são de trocas urgentes, como lâmpadas e instalação de resistência. E esse também é um dos diferenciais da nossa empresa. Os trabalhos pequenos são cobrados por hora, mas também realizamos orçamentos para obras maiores. Prestamos serviços que variam de consertos elétricos e hidráulicos a pinturas e instalações diversas".

Marido de aluguel

Ainda conforme Nishikawara, o cliente também tem a opção de contratar um marido de aluguel para ficar o dia inteiro à disposição. "Vendemos a hora do serviço. Então, se um cliente precisar fazer uma mudança e quiser, no novo apartamento, instalar lâmpadas, ventiladores, ar-condicionado, quadros e prateleiras, pode requisitar um de nossos técnicos para realizar o serviço".

O atendimento da franquia é um dos diferenciais no segmento de reformas e manutenção predial. "Todos os funcionários, ao chegarem na casa do cliente, colocam propés (sapatilhas descartáveis) nos calçados. Isso já causa um grande impacto. Além disso, os funcionários estão sempre uniformizados e devidamente identificados".


Fonte: Site - A Tribuna.

Publicado em 11/11/2014